OmegaPURE®- A maior concentração de ômega -3 por cápsula no mercado

OmegaPURE® é a opção ideal para quem busca suplementação saudável em ômega-3 e não deseja ingerir outras gorduras como colesterol, gorduras saturadas, monoinsaturadas e poliinsaturadas.

Além da alta concentração de ômega-3 por cápsula, superior a 90%, OmegaPURE® também conta com a tecnologia gastroresistente, que impede que a cápsula seja desintegrada no estômago, evitando assim refluxo, sabor e hálito de peixe após a ingestão. Desta forma, o ômega-3 em sua forma pura, é liberado no intestino onde ocorre sua absorção.

A maior concentração por cápsula no mercado

Origem da matéria-prima

O primeiro requisito para fabricação de produtos de alta qualidade é o uso de ingredientes puros e livres de contaminação. OmegaPURE® é extraído de peixes a partir das águas frias e intocadas do Pacífico Sul, ao largo da costa do Chile e Peru. Estas zonas de pesca da América do Sul são as mais altamente reguladas do mundo. A cada ano as quotas de pesca são ajustadas para mais ou para menos, ou mesmo postergadas em função da saúde, tamanho e número de peixes disponíveis. O uso de peixes desta região garante, portanto, não apenas produtos de elevada pureza e qualidade, mas também assegura a sustentabilidade ambiental do processo, garantindo o uso responsável dos recursos do oceano.

Purificação e controle de qualidade

OmegaPURE® passa por um processo de purificação em etapas, no qual obtém-se um óleo de peixe com alto teor de ômega-3 (EPA e DHA), livre de contaminantes como metais pesados (Arsênio, Cádmio, Chumbo e Mercúrio), Dioxinas e PCBs, garantindo um produto de alta qualidade.

Cápsulas gelatinosas gastro-resistentes

As cápsulas de OmegaPURE® passam por um processo patenteado de enrijecimento que confere maior resistência à sua membrana. Desta forma a cápsula passa pelo estômago e se desintegra apenas no intestino, evitando refluxo, sabor e hálito de peixe após sua ingestão.

A importância do EPA e DHA livre na composição do Ômega-3

Os ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa EPA (ácido eicosapentaenóico) e DHA (ácido docosahexaenóico) são abundantes em peixes de águas profundas. São considerados essenciais à saúde, porém não são produzidos pelo organismo humano, portanto apenas obtidos através de dieta ou suplementação.

O EPA é conhecido por sua capacidade de melhorar a saúde cardiovascular, diminuir níveis de triglicerídeos e manter níveis de colesterol normais. Além de seu benefício para o sistema cardiovascular, possui função antiinflamatória sendo indicado para suplementação em casos de artrite reumatóide, asma, doença inflamatória intestinal, lúpus eritematoso sistêmico e psoríase. Há também estudos que demonstram efeito psicoterapêutico em distúrbios como esquizofrenia, depressão e transtorno bipolar.

O DHA é o componente principal das membranas da retina, nervos e cérebro. É considerado essencial para a manutenção das funções cerebrais e visão. Como resultado da suplementação com DHA, observa-se a melhora do desenvolvimento cognitivo e da acuidade visual. Também foram observados redução da depressão, do transtorno bipolar e dos distúrbios associados à perda de memória relacionados ou não ao Mal de Alzheimer.

Benefícios do ômega-3 à saúde, associados a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis:
  • Reduz triglicerídeos;
  • Promove a boa saúde do coração;
  • Reduz stress oxidativo;
  • Preserva a função endotelial;
  • Reduz a aterosclerose;
  • Desempenha ação antiinflamatória;
  • Reduz sintomas de depressão;
  • Importante para a formação, desenvolvimento e funcionamento do cérebro e retina;
  • Promove a boa saúde materna
  • Promove boa saúde dos olhos

Ômega 3 x Ômega 6

Fonte : Site BioBalance Nutracelticals

 

12 Temperos Que Ajudam a Emagrecer

 

Muitas vezes, durante uma dieta para emagrecer, somos obrigados a excluir uma enorme variedade de alimentos dos quais gostamos. O que acaba dificultando ainda mais o procedimento é quando precisamos cortar o sal. Nessa hora, dá uma vontade enorme de desistir.

É possível manter os pratos saborosos, mesmo quando este principal tempero tem que ser drasticamente reduzido, ou até mesmo excluído.

Adicionando-se alguns temperos, podemos manter o sabor dos alimentos, sem aumentar seu valor calórico. Há vários temperos que ajudam a emagrecer, inclusive, tornando a dieta ainda mais prazerosa.
Inicialmente, as quantidades deverão ser testadas, porque, diferente do sal, que imediatamente aromatiza os pratos, os temperos, principalmente se forem desidratados, são muito mais sutis na tarefa de deixarem sua marca.

Ao optar por ervas frescas, de uma hortinha caseira, por exemplo, o aroma será mais facilmente notado. Portanto, de acordo com o tempero escolhido, talvez seja necessário aumentar a quantidade, até que se atinja um sabor agradável ao paladar.

Os temperos, sejam eles ervas ou especiarias, são necessários na luta contra a gordura, pois muitos deles possuem propriedades interessantes e inesperadas. Além de realçar sabores, podem combater algumas enfermidades e amenizar sintomas de outras.

 

Os temperos desidratados costumam ter, em média, 7 calorias por colher de chá, e convenhamos que dificilmente se ultrapassará essa quantidade em algum prato; portanto, são quase sem calorias.

Os temperos que ajudam a emagrecer são extremamente benéficos ao organismo.

Principais Temperos

  • Canela

Polvilhar canela sobre alguns pratos pode não somente dar melhor sabor e aroma, como também ajuda a controlar os níveis de insulina no sangue, que além de ser uma característica importante aos diabéticos, simultaneamente facilitará o controle da fome. É diurética e lipolítica, melhora a digestão, reduz o apetite e acalma a ansiedade.

  • Gengibre

Ajuda a reduzir o apetite e controla a ansiedade. Na forma de chá, é um interessante agente termogênico, além de sua função adstringente, que vai limpando o organismo.

  • Alho

O alho ajuda a metabolizar carboidratos e gorduras, com muito mais eficiência. Seu uso contínuo, de acordo com alguns estudos feitos com animais, impede que o corpo crie gordura extra. Possui alicina, substância que acelera o gasto de energia, reduz a retenção líquida e purifica o organismo. É um dos temperos que funcionam também como um supressor de apetite.

  • Hortelã

O cheiro de hortelã ajuda a diminuir o apetite, segundo estudo de 2009, onde alguns voluntários passaram uma semana tendo contato com o aroma de hortelã antes das refeições. Eles consumiram 1800 calorias a menos que outros grupos que não foram expostos ao mesmo teste.

  • Cravo

Muito usado na cozinha indiana, o cravo está entre os temperos que ajudam a emagrecer porque acelera o metabolismo e ajuda a queimar as calorias. É também outro ingrediente com funções termogênicas.

  • Salsa

Estudos realizados demonstraram que o consumo de salsa reduz a quantidade de glicose do sangue. Mais uma característica que provoca o controle do apetite. Também é diurética e elimina toxinas do organismo.

  • Mostarda

Termogênica, promove a queima de calorias enquanto digere os alimentos. Estima-se que a mostarda acelere o metabolismo em até 25%. A apresentação tradicional, em tubos para ser colocada sobre lanches, nem sempre agrada a todos os paladares, além de trazer outros temperos industrializados.

Para evitar isso, pode-se tentar usá-la em pó, sobre os alimentos. Trará os mesmos benefícios, sem carregar no sabor. A versão escura ajuda mais na queima de gorduras.

  • Coentro

Bastante comum também nos temperos indianos, aumenta a função metabólica, ajudando na perda de peso.

  • Pimenta preta

A piperina, substância responsável pelo sabor picante desse tempero, ajuda na queima de calorias durante o processo de termogênese. Um dos grandes temperos que ajudam a emagrecer, além de um potente realçador de sabores.

  • Orégano

Tempero com função antioxidante, diurético, digere carboidratos por ser um estimulante da produção de enzimas responsáveis pela digestão.

  • Pimenta caiena

Reduz a fome e acelera o metabolismo. Com muito mais capsaicina que a pimenta vermelha, a pimenta caiena acelera a queima calórica.

  • Cúrcuma

Além de ter função reguladora do metabolismo, também ajuda na queima da gordura.

Dicas

  • Quando se tiver a possibilidade de optar por ervas frescas, não se deve desprezá-las. O processo de desidratação, seja ele qual for, fará com que esses temperos percam muitas propriedades e óleos essenciais, presentes somente nas folhas frescas.

 

  • Para conservar os temperos frescos por mais tempo, basta embrulhá-los em papel toalha. A seguir, coloque num saco plástico, e mantenha sob refrigeração. Eles poderão durar uma semana.

 

  • Existem “mix” de temperos industrializados. Leia o rótulo atentamente, porque alguns deles trazem muito sódio.

 

  • As ervas frescas devem ser utilizadas no final do preparo dos pratos. Se usadas desde o início, acabam perdendo o sabor e as propriedades, devido ao excesso de fervura ou de cozimento.

 

  • Outra dica interessante é nunca colocar vários temperos ao mesmo tempo num mesmo prato. Provavelmente não se conseguirá identificá-los. Alguns são bem mais fortes e ofuscarão os mais suaves.

Concluindo…

Todo os temperos, sendo eles ervas aromática, raízes, sementes e etc, têm propriedades físico-químicas e um princípio ativo, que podem ajudar nas mais variadas patologias, mas para que isso pudesse ser uma real contribuição para o emagrecimento, seria necessário o uso diário e contínuo para que seus efeitos pudessem começar a ser notados.

Existe o fator “quantidade”, ou seja, fica sempre a questão: “Quanto do tempero X ou Y eu devo consumir diariamente para que ele me ajude a emagrecer?”.

O bom senso sempre deve funcionar, ou seja, não esperar que o consumo de um tempero possa suprir a falta de seriedade diante de uma dieta e exercícios. Eles até podem funcionar como coadjuvantes sendo realçadores de sabor, mas o foco inicial para quem quer emagrecer começa, antes de mais nada, com a vontade real de atingir metas e superá-las.

Fonte : Site Mundo Boa Forma

Ativos que aumentam a Testosterona

 

A testosterona é um hormônio masculino mais importante. Este é o responsável pela maioria das mudanças físicas durante a puberdade nos homens e nos níveis de desejo sexual; mesmo assim, produz efeitos anabólicos que incluem o crescimento muscular e a queima de gordura. Os hábitos nocivos, o sedentarismo e a alimentação não saudável tem um efeito negativo sobre os níveis de testosterona, provocando a sua redução, o qual diretamente leva à perda de massa muscular e acumulação de gordura. Os treinos regulares, uma dieta balanceada e o consumo de suplementos pode evitar estes efeitos.

Os anabolizantes naturais apresentam-se como a alternativa  aos esteróides anabólicos. Este grupo de suplementos é constituído por ingredientes ou nutrientes que visam estimular a produção natural de testosterona pelo organismo. Vários tipos de suplementos podem ser enquadrados nesta categoria: aminoácidos, vitaminas, minerais e extratos de plantas. Abaixo destacamos alguns desses ativos mais utilizados.

Para sugestões de fórmulas, entre em contato conosco.

Ácido D-Aspártico

É um aminoácido endógeno, formado através da conversão do Ácido L-aspártico em Ácido D-aspártico pela enzima ‘racemase D-aspartato’.Atua no cérebro e no sistema endócrino diretamente como neutransmissor e neurosecretor. Age na glândula pituitária, estimulando a secreção dos hormônios prolactina, luteinizante (LH) e hormônio do crescimento (GH), através do aumento dos níveis de hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH). Nos testículos, atua diretamente nas células de Leydig e de Sertoli, promovendo a liberação de testosterona e progesterona.

Trata a fadiga crônica e auxilia no desenvolvimento muscular. Aumenta as defesas do organismo

Trata a oligoespermia (baixa produção de esperma), aumenta a libido

Dose: Homens: 0,5g a 3g • Mulheres: 0,5g a 1g

Inicia-se com uma dose menor e eleva-se progressivamente

Bulbine natalensis

Bulbine natalensis é uma planta nativa, originária da África do Sul, da família asphodeloideae.. Foi durante anos usada na medicina popular para tratar a impotência e disfunção erétil. Tem mostrado efeitos hormonais consistentes, promovendo aumento de níveis de testosterona e hormônio luteinizante, melhorando a libido e o desempenho sexual, potencializando a libido e a fertilidade, aumentar a força e os ganhos de massa muscular magra, os níveis de energia e a resistência, melhoria na recuperação pós-exercício, maior proporção de músculo para gordura.Dose: 500 mg duas vezes ao dia.

Cyanotis vaga

Estimula o crescimento muscular e aumento do desempenho físico através de elevação significativa da quantidade de aminoácidos das cadeias de proteínas que se encontram no citoplasma celular e provocando a síntese protéica pela célula. O aumento do desempenho físico ocorre pelo aumento de massa muscular e da resistência, por elevação do consumo de glicose pelos tecidos, devido ao aumento da sensibilidade deles à insulina. As lesões celulares fazem parte de um processo inerente ao envelhecimento das células. Este processo, no entanto, pode ser diminuído devido à capacidade da ecdisterona em estabilizar essas lesões reduzindo o seu desenvolvimento ou a velocidade destas.

Melhora a produção e o metabolismo da testosterona. Protege o sistema cardiovascular

Dose:Utilizar a dose de 5mg de β-ecdisterona por Kg da pessoa , normalmente 250mg

Tomar uma vez por dia uma hora antes dos treinos

Epimidium icariin

As folhas da planta contêm uma variedade de flavonóides, polissacarídeos, esteróis e um alcalóide denominado magnaflorine e o Icariin, que atua como um afrodisíaco .É um dos melhores potenciadores naturais do libido, melhora a função erétil

Melhora a fadiga e alivia os transtornos da menopausa.

Aumenta níveis de testosterona e os níveis de óxido nítrico, aumentando naturalmente a resistência e o desejo sexual Dose:100 a 300mg 2 X dia

Forskolina

Produzida pela planta indiana Coleus Forskohlii, exerce um forte efeito estimulante sobre a formação de testosterona nas células de Leydig, localizadas nos testículos e cuja função principal é produzir este hormônio masculino. Em um estudo realizado, a Forskolina reduziu a porcentagem de gordura corporal em comparação a um grupo placebo, e aumentou a massa óssea e muscular, além dos níveis de testosterona Dose:100 a 300mg 2X ao dia

Feno grego (Testofen)

Esta erva contém uma elevada quantidade de furostanolic saponinas, portanto,  trabalha para elevar testosterona através de aumentos na quantidade de LH (hormônio luteinizante) e DHEA

Aumenta a libido e aumenta a liberação de insulina. A Semente é uma boa fonte de proteínas, ácido ascórbico, niacina e potássio. Fonte de colina, que podem prevenir o câncer de fígado.
É uma excelente fonte de selênio, ferro, silício, sódio e tiamina, contém mucilaginas, que são conhecidos por calmante e relaxante dos tecidos inflamados. Dose: 360mg/dia

FOTi – Polygonum Multiform 

Fo ti apresenta propriedades rejuvenecedora, tônica, afrodisíaca, antiinflamatória, antifúngica, antibacteriana, estimulante de libido e fertilidade.

Vem sendo cada vez mais utilizado para o tratamento de diversas doenças incluindo aterosclerose, constipação, fadiga, colesterol, hipertensão, eczema, inflamação dos gânglios linfáticos, doenças cardíacas e hepáticas.   Dose:100 mg ao dia

Gamma Oryzanol

É conhecido como óleo de arroz. O metabólito ativo é o ácido ferúlico que circula pela corrente sanguínea e pode ser absorvido por tecidos no corpo, tendo efeito na liberação de hormônios, especialmente em aumentar os níveis de testosterona e hormônio do crescimento (GH).

Reduz o colesterol total e triglicerídeos,e aumenta os níveis de HDL em pacientes hiperlipidêmicos

Aumenta a força,e a energia durante os treinos ,pois é capaz de aumentar a produção de endorfinas Reduzir o excesso de gordura corpo, reduzir a dor pós-treino e a fadiga.

Também mantêm uma libido saudável. Dose:100 a 500mg/dia

Gingseng coreano (Panax ginseng)

Atua como estimulante do sistema nervoso central, regularizando ou aumentando as funções cerebrais. Poderoso contra cansaço físico mental e sexual.

Fortifica a capacidade de memória, concentração

Tem ação protetora contra agentes físicos e biológicos, desempenhando atividade imunitária.

Ampliam o fornecimento de energia durante o exercício prolongado, por aumentarem a capacidade do músculo esquelético em oxidar ácidos graxos.

Aumenta os níveis de testosterona nos homens e aliviar a fadiga.  Melhora a libido, reduzir a pressão sanguínea e melhorar os níveis de colesterol no corpo.

Dose:100 a 300mg/ dia

Crisina

5,7-dihidroxiflavone é um bioflavonóide que mostrou ser um potente inibidor de aromatização. É extraída a partir de uma rara planta chamada de Passiflora Caerula.É muito pouco absorvida no nosso sistema. Descobriu-se que quando tomada com Piperina, a crisina mostra uma muito melhor absorção

A Aromatização ocorre quando há elevação de uma enzima chamada Aromatase (presente principalmente no tecido gorduroso, especialmente aquele que se forma no abdomen do homem ao chegar a meia idade) e esta enzima começa a fazer a transformação do hormônio masculino (Testosterona) em feminino (Estrógenos), responsáveis por uma série de sintomas e distúrbios no homem. O Anastrazol também é um inibidor seletivo da aromatase.. Não possui atividade progestogênica, androgênica ou estrogênica

Dose: 30 a 100 mg/dia

KSM 66

Extrato padronizado de Ashwagandha com maior concentração de whitanolides do mercado.

Através de sua capacidade de modular a função dos receptores gaba, gera uma sinalização hipotalâmica para a glândula adrenal, normalizando os níveis de produção de todos os hormônios, inclusive a testosterona. Desta forma, o paciente atinge novamente os índices normais dos hormônios sexuais, obtendo novamente todos os seus benefícios. Através de um mecanismo distinto, é capaz de melhorar a capacidade cardiorrespiratória uma vez que é capaz de aumentar os níveis de energia mitocondrial e reduzir a atividade da enzima Mg2 ATPase, responsável pela quebra de ATP .Melhora a desempenho e função sexual.Mantém níveis saudáveis de testosterona Promove o desejo sexual, a excitação e a vitalidade .Aumenta a libido
Aumenta a capacidade respiratória durante o exercício .Melhora o tônus muscular
Alivia os sintomas do estresse..Ajuda a melhorar o desempenho na aprendizagem e concentração

Dose:   300mg 2X ao dia

Long Jack

Esta erva é encontrada na raiz da árvore Longifolia Eurycoma. Fonte rica de compostos glygopeptide que ajudam a aumentar os níveis de testosterona no corpo, através do aumento dos níveis de LH.
Reduz os níveis de SHBG (o SHBG auxilia na conversão de Testosterona em Estrogênio), ajudando a aumentar ainda mais os níveis de Testosterona Livre.
Ajuda a manter espermatozóides saudáveis, aumenta contagem de esperma, motilidade e tamanho

Aumenta os ganhos de massa muscular e força, enquanto acelera a perda de gordura em exercícios saudáveis, portanto, pode ser considerado um auxílio ergogênico natural para atletas

Dose:200mg a 400mg/ dia

Maca peruana- Lepimidium Meyenii

Maca é uma planta que cresce nas regiões montanhosas do Peru e é por vezes referido como Viagra peruano. Ele é frequentemente usado para aliviar o stress e aumentar a função sexual em homens e mulheres

Aumenta a produção de testosterona e, portanto, a função sexual nos homens, enquanto ele ajuda a regular os níveis de estrógeno, progesterona e testosterona em mulheres

Estimula produção de esperma

Age diretamente no fluxo sanguíneo, no que se traduz em uma ação vigorosa na zona pélvica dos homens e das mulheres, aumentando assim o seu desempenho sexual

Dose:500mg 2 a 3X/dia

Mucuna pruriens

A Mucuna é rica em um aminoácido chamado L-Dopa, que ajuda a baixar o colesterol e os níveis de açúcar no sangue. Também aumenta a produção de GH (hormônio do crescimento) e aumenta os níveis de testosterona, o que ajuda no ganho de massa magra.

Aumenta força , massa muscular e a libido

Melhora concentração de raciocínio, a coordenação motora e agilidade

Dose: 400mg/dia

Tribulus terrestres

Rica em flavonóides, alcalóides, ácidos graxos essenciais, cálcio, fósforo, ferro, potássio, nitratos, taninos, açúcares redutores, diastase, flobafeno.

Aumenta os níveis dos hormônios: testoterona, LH, FSH e estradiol.

Eficaz no tratamento da impotência e falta de libido (masculina ou feminina) ;diminui a frigidez sexual em mulheres; aumenta a quantidade e a motilidade de espermatozoides.

Aumento da força em atleta
Dose: 750 mg/dia

Turkesterone
A Turkesterona é ecdisteróide, um hormônio fitoesteroidal que apresenta efeito positivo no metabolismo de lipídios, colaborando com o aumento da performance esportiva. É extraído da planta Ajuga tukestanica, é uma planta perene da Ásia Central, é conhecida por ser rica em substâncias bioativas, muito utilizadas para o tratamento de doenças cardíacas, dores estomacais e musculares. Aumenta a síntese e assimilação de proteínas para contração muscular, aumentando a massa muscular

Substituto da Testosterona .Melhora a função cardíaca e previne infecções

Dose: 500- 2000mg/dia

Aminoácidos, Vitaminas,Minerais

Arginina e Ornitina- São aminoácidos que atuam regenerando rapidamente o tecido muscular, principalmente após realização de uma série pesada de exercícios físicos. Estimulação natural de GH, trazendo assim uma série de benefícios relacionados ao aumento da produção desse hormônio em especial.

Boro – Responsável pelo aumento de produção natural da testosterona e da melhorara da saúde dos ossos.

Magnésio- O mineral possui uma série de ações positivas no corpo humano, sendo as mais notáveis a prevenção de doenças potencialmente fatais. Para quem pratica atividades físicas, a utilização do magnésio é muito importante, pois o mineral melhora o desempenho físico de uma forma geral. O magnésio ajuda na produção de hormônios como o estrógeno. Este mineral tem propriedades afrodisíacas que podem ajudar no relaxamento e aumento do desejo

Zinco- O Zinco tem um papel vital na produção de testosterona e diminuição de sua conversão em estrogênio. É necessário para que a testosterona possa ser liberada nos testículos

A deficiência de zinco pode levar à diminuição dos níveis de testosterona

Vitamina C- Também é um interessante aliado de quem busca o aumento da testosterona pois a vitamina C é útil no controle do cortisol (hormônio com ação catabólica através da baixa dos níveis de testosterona)

A vitamina C é importante para a síntese de hormônios como o estrógeno e progesterona, normalizando a sua função e até a fertilidade

Vitamina B6 -Regula hormônios sexuais, inibindo a secreção exagerada de estrogênio e prolactina, aumentando a testosterona. A vitamina B6 também é importante para a síntese de dopamina, hormônio que influencia a produção de testosterona
Auxilia na produção de neurotransmissores; Promove o metabolismo celular; Envolvido na produção de energia;

Vitamina E- Aumenta o fluxo de sangue e os níveis de oxigênio no corpo, estimula a produção de hormônios, é um poderoso antioxidante e anti- envelhecimento contribuindo para manter sua juventude e vitalidade

Fonte : Departamento Técnico Natuvita

Prepare seu corpo para o verão e ganhe massa muscular

 

A alimentação e os exercícios físicos são os fatores principais para quem deseja obter bons resultados quando se trata de corpo, e não só faz bem externamente mas internamente tudo começa a partir do princípio: saúde e bem estar.

Por isso se você pretende iniciar a caminhada na vida fit ou já está nela e quer resultados melhores os manipulados são ótimos aliados e podem turbinar os seus ganhos de massa muscular e redução da gordura corporal.

Lifesolic®, composto por uma base de ácido ursólico que é indicado para ganho de massa muscular, prevenção e atenuação da atrofia muscular e redução de gordura esse medicamento vai ajudar e muito quando o assunto for perder gordura e ganhar massa.

Seus efeitos são diretamente na inibição do acúmulo de gordura corporal e está relacionado no aumento de níveis de irisina, hormônio que transforma o tecido adiposo branco em marrom.

Confira a formulação:

ATIVO CONCENTRAÇÃO
Lifesolic 450 mg
Magnésio quelato 100mg
Zinco quelato 15mg
Picolinato de cromo 200mcg
Fenilalanina 500mg

Fonte : Site ViaFarma

Proteção contra a radiação solar e para a melhora da firmeza da pele!

A beleza corporal vem se tornando um alvo de árdua conquista pelas pessoas, em diversos sentidos. O envelhecimento é uma das maiores preocupações relacionadas à estética do corpo, principalmente, no que diz respeito à aparência da pele. Com o tempo, as células vão perdendo sua capacidade de se replicar devido aos danos no DNA decorrentes da radiação ultravioleta, de toxinas ou de alteração relacionada à idade. Diante disso, surgem sinais característicos desse período, como linhas de expressão, diminuição da espessura da pele e ressecamento cutâneo.

Diariamente, a exposição a agentes externos, incluindo, principalmente, a radiação solar, contribui para desencadear potencialmente o estresse oxidativo, e, com isso, a formação expressiva de radicais livres (EROs). Esses compostos são capazes de promover desordens cutâneas expressivas, como o comprometimento da integridade da estrutura da pele, desestruturação das fibras de colágeno e elastina e contribuição para acelerar o processo de envelhecimento deste tecido. Entretanto o organismo possui alguns mecanismos de defesa relacionados ao equilíbrio na formação e neutralização desses radicais e sofre grande influência de determinados componentes nutricionais.

Sabe-se, claramente, que a alimentação é uma forte aliada na busca pela saúde, prevenção de doenças e, neste caso, pelos cuidados com a pele. O resultado da nutrição adequada reflete diretamente na aparência da pele, visto que muitos componentes funcionais presentes nos alimentos nutrem as células desse tecido e reduzem os danos provocados pelos radicais livres.Os antioxidantes são os mais importantes para esse processo, sendo que o seu consumo diário é o principal aspecto a ser modulado na alimentação. Dentre eles, destacam-se a classe dos carotenoides, como o licopeno e o betacaroteno presentes nos alimentos alaranjados e vermelhos (tomate, mamão, abóbora), e a luteína e zeaxantina, encontrados nos vegetais verde-escuros e na gema de ovo. Estes compostos bioativos não são sintetizados pelo organismo, evidenciando a importância do seu consumo pela dieta e por complementos nutricionais.

Outro aspecto a ser demonstrado é quanto ao aproveitamento total dos nutrientes vindos da alimentação e suplementação. Para possibilitar que isso ocorra, avalia-se a biodisponibilidade do composto mediante sua capacidade em atravessar a parede intestinal e alcançar a corrente sanguínea e, consequentemente, difundir-se para os tecidos-alvo. A absorção de carotenoides pela alimentação é complexa e relativamente mais baixa quando comparada a nutracêuticos que contenham esses compostos. Vários fatores influenciam a biodisponibilidade do licopeno, como forma cristalina, a matriz alimentar, quantidade e tipo de gordura dietética, processo de absorção, interação entre os carotenoides, processamento dos alimentos fontes. Entre esses fatores, um fator bem importante é a forma cristalina. Quanto menor o tamanho da partícula, maior a biodisponibilidade. Assim, fornecer um ativo de licopeno otimizado para garantir alta biodisponibilidade para o organismo torna-se um desafio. E para garantir essa maior biodisponibilidade do licopeno, a Galena traz para o mercado o Lacto-Licopeno®, um ativo extraído de uma variedade selecionada de tomates com elevada concentração em licopeno associada às proteínas do leite, que garantem alta biodisponibilidade deste composto. Por conta de sua biodisponibilidade e rica concentração em licopeno, Lacto-Licopeno® exerce uma potente ação antioxidante graças à sua capacidade de reagir com os radicais livres, principalmente, com os radicais peróxidos e o oxigênio molecular, o que gera potente ação antioxidante, proteção da pele contra a radiação UVB e estímulo para a diferenciação dos queratinócitos, com isso, favorecendo a modulação da espessura da epiderme, promovendo firmeza e inúmeros benefícios para a pele.

O Lacto-Licopeno® é encontrado em farmácias de manipulação, ele deve ser prescrito por profissional especializado e de acordo com a posologia, forma farmacêutica e o momento de utilização no dia!

 

SUGESTÃO DE FORMULAÇÃO

Firmeza aos 45 anos

Lacto-Licopeno®………33mg

Isoflavin Beta®…………40mg

Vitamina C ………………60mg

Posologia: Administrar 2 doses ao dia

 

Ação antioxidante e redução das linhas de expressão

Lacto-Licopeno®………………66mg

Luteína……………………………5mg

Manganês………………………..3mg

Vitamina C………………………120mg

Posologia: Administrar 1 dose ao dia, com a refeição.

 

Firmeza e uniformização da pele

Lacto-Licopeno®……………………66mg

Oli Ola™……………………………..150mg

Vitamina C…………………………..120mg

Posologia: Administrar 1 dose ao dia, com a refeição.

 

Proteção contra os danos causados pela radiação UVB

Lacto-Licopeno®……………………66mg

Betacaroteno…………………………20mg

Luteína…………………………………5mg

Posologia: Administrar 1 dose ao dia, com a refeição

 

Fonte : Site Galena Nutrition

Reposição de silício é a nova aposta da ciência contra o envelhecimento

 

Presente no organismo, com ação regeneradora e reestruturante, o silício orgânico é um oligoelemento que exerce também função remineralizadora dos ossos, sendo considerado um agente antienvelhecimento natural para as paredes das artérias, pele e cabelos. Mas desde o momento em que nascemos, perdemos esse oligoelemento, conhecido como cimento natural que participa da arquitetura da derme.

Por esse motivo, a reposição via oral virou uma unanimidade entre os médicos, principalmente com a indicação do ingrediente Exsynutriment. Criado em Mônaco, a cápsula acabou sendo mais conhecida que o próprio silício orgânico. Este ativo é uma forma estabilizada e concentrada de silício orgânico, capaz de atuar no tecido conjuntivo, reestruturando as fibras de colágeno e elastina, resultando na reestruturação e firmeza da pele de dentro para fora. Ele tem a capacidade de promover um efeito de lifting, pois aumenta a elasticidade da pele e tem ação preenchedora das rugas, por isso retarda e combate o envelhecimento. Estudos recentes comprovaram também que a substância apresenta excelentes resultados para o crescimento e a resistência dos cabelos.

A reposição da substância é ideal após os 25 anos, quando o decréscimo de silício é mais acentuado, deixando a pele mais fina, frágil e suscetível a rugas. Repor silício na forma orgânica se torna, então, importante para restabelecer as funções vitais do organismo, reequilibrando a comunicação celular, amenizando o prejuízo com a perda natural dessa substância, além de devolver até 40% da firmeza e fortalecer cabelos e unhas.

O silício orgânico está presente na água potável e em alguns alimentos, especialmente os cereais, mas a ingestão natural deste componente não costuma ser suficiente para a sua reposição, sem contar que, com a idade, a sua absorção pelo organismo se torna menor. Durante o envelhecimento, em paralelo à redução da síntese de colágeno, há a redução da absorção do silício na dieta. Estes fenômenos contribuem para a diminuição do colágeno, deixando a pele sem viço e com rugas.

Benefícios da reposição do silício

Pele: protege dos efeitos do tempo e restaura consequências do envelhecimento. Promove efeito lifting, pois resgata parte da elasticidade cutânea perdida  e suaviza as rugas com a melhora da qualidade da pele.

Cabelos: estimula o crescimento e nascimento de fios mais espessos e resistentes. Tem ação antiqueda e antiaging.

Unhas: fortalece e estimula o crescimento, prevenindo danos causados pelo enfraquecimento. O silício se liga à queratina, que faz parte da estrutura da unha, ocasionando fortalecimento e homogeneidade.

Cartilagem e ossos: previne osteoporose e doenças causadas pela descalcificação. Mantém a densidade óssea, fortalecendo o depósito de cálcio, dentre outros minerais presentes no tecido ósseo.

Considerado um nutracêutico extremamente benéfico, a  sua ingestão potencializa a ação dos tratamentos tópicos e tecnológicos, ajudando a hidratar e recuperar a pele, além de estimular a elasticidade das fibras de colágeno e elastina.

O ingrediente pode ser associado a vitaminas, minerais, aminoácidos e demais nutrientes para o tratamento de pele, cabelos e unhas. Sua dosagem varia de 100 a 600mg por dia. O ideal é procurar um dermatologista, reconhecido pela SBD, que poderá personalizar a fórmula de acordo com a necessidade do paciente.

Fonte : Site Les Peaux

Estratégias nutricionais podem combater alopecia bariátrica

Para compreender um pouco melhor a alopecia bariátrica, separamos suas principais causas e as estratégias para combatê-la do ponto de vista nutricional. Confira!

Principais causas da alopecia bariátrica 

A alopecia é uma realidade quase que constante no pós-cirúrgico do paciente bariátrico. Entre as principais causas, estão:

  • Má nutrição na fase pré-operatória: A má nutrição na fase pré-operatória tem estreita relação com os antigos hábitos alimentares do paciente e é resultado de anos de baixa ingestão de nutrientes importantes para o corpo. Como qualquer recuperação pós-cirúrgica, o organismo pede uma quantidade maior de nutrientes e a falta deles pode causar a queda de cabelo.

 

  • Alimentação e/ou suplementação inadequadas: Uma causa comum da alopecia bariátrica é a adoção de dietas restritivas e inadequadas para a reposição dos nutrientes e vitaminas necessários à recuperação do paciente bariátrico. Dietas da moda e alimentação inapropriada não suprem as carências do pós-cirúrgico, podendo levar à queda de cabelo.

 

  • Má absorção de nutrientes: Há alguns procedimentos na cirurgia bariátrica que podem alterar a capacidade de absorção de nutrientes. Eles podem acabar desviando o caminho que o alimento faz ao retirar um fragmento do intestino, o que prejudica a assimilação dos nutrientes e também leva à queda de cabelo.

ESTRATÉGIAS NUTRICIONAIS DE COMBATE À ALOPECIA BARIÁTRICA

Após a cirurgia, o corpo pode ter um pouco mais de dificuldade para absorver cálcio, ácido fólico, vitamina B12 e ferro, dependendo da condição clínica do paciente. Porém, algumas estratégias são capazes de aliviar e auxiliar de forma efetiva o combate à alopecia bariátrica.

AJUSTES ALIMENTARES

O paciente bariátrico deve seguir uma dieta ajustada para a reposição dos nutrientes que irão auxiliar a recuperação do organismo. É preciso dar preferência àqueles ricos em cálcio, vitamina B12, Ferro, Zinco, entre outros.

ACOMPANHAMENTO MÉDICO

Contar com acompanhamento médico em todas as fases do processo é fundamental para garantir a excelência do tratamento e a efetividade da dieta adotada, bem como contar com todos os cuidados necessários que todo paciente bariátrico precisa.

SUPLEMENTAÇÃO CORRETA

Nem todos os nutrientes necessários para a recuperação do paciente bariátrico estão presentes livremente nos alimentos. Por isso, é importante contar com suplementos que colaborem no pós-operatório, principalmente no caso da alopecia bariátrica

Programa SuplementAção oferece o suplemento oral Keranat, que possui uma combinação única de triterpenóides e fitoesteróis do Panicum miliaceum (Painço), microencapsulados em fitoceramidas. Atua diretamente no bulbo capilar (centro de crescimento dos fios), diminui efetivamente a queda de cabelos provocada pela alopecia bariátrica. Além disso, o Keranat ainda:

  • Proporciona o crescimento saudável e brilhante dos cabelos;
  • Previne caspa e seborréia;
  • Protege o pigmento natural dos fios;
  • Possui comprovação científica de resultados.

 

Fonte : Site Iberoquimica

 

Suplementação no tratamento de pacientes oncológicos

Os tratamentos para pacientes oncológicos já estão bem desenvolvidos, mas ainda assim geram diversos efeitos colaterais.

O Programa Suplementação é muito eficaz como complemento em tratamentos oncológicos. Ele atua na pele, cabelo e massa muscular –  áreas que normalmente são atingidas pela radioterapia e quimioterapia.

Neste artigo você vai entender melhor como o Programa SuplementAção pode ser útil a pacientes oncológicos. Antes disso, para ficar ainda mais claro, vamos relembrar quais são os tipos de tratamento de câncer e seus efeitos colaterais.

Tipos de tratamentos para pacientes oncológicos

Graças ao avanço da medicina, hoje podemos contar com ótimos tratamentos para o câncer. Eles podem ser complementados com outras terapias que contribuem para o bem-estar do paciente.

Confira abaixo como funciona cada um deles.

QUIMIOTERAPIA

A quimioterapia é realizada pela administração de medicamentos por via venosa ou oral. Esses medicamentos têm a capacidade de destruir as células tumorais. Por ser uma terapia com ação sistêmica, ela pode ser utilizada em casos de cânceres que se espalharam pelo corpo.

RADIOTERAPIA

A radioterapia funciona por meio de radiação ionizante. O tumor é “bombardeado” com feixes de radiação para que seja destruído. O objetivo é atacar apenas o local onde existe o câncer. Porém, existe a possibilidade de serem atingidas também as células saudáveis que estão próximas ao tumor.

CIRURGIA

O tumor, dependendo da localização, tamanho e gravidade, pode ser retirado por meio de cirurgia. É necessário que todo o local onde há o câncer seja “limpo”. Todas as células malignas devem ser retiradas, para que elas não voltem a se multiplicar.

OUTRAS TERAPIAS

  • Terapia Biológica ou imunoterapia: Impulsiona o sistema imunológico a atacar as células malignas;
  • Terapia Alvo: Atua no gene que faz o tumor crescer;
  • Tratamentos complementares: Contribuem para o bem-estar do paciente (e não para a cura), como a meditação, acupuntura, entre outros.

EFEITOS COLATERAIS DOS TRATAMENTOS DE CÂNCER

Como é sabido, os tratamentos de câncer possuem diversos efeitos colaterais. Ao atacar as células do tumor, outras células benignas podem ser atingidas, alterando algumas funções metabólicas.

O paciente que é tratado com radioterapia pode apresentar cansaço, perda de apetite e ter irritações na pele onde a radiação foi emitida. Se o câncer for na região da cabeça, o cabelo pode cair.

Na quimioterapia, por abranger todo o corpo, os efeitos colaterais são mais dispersos. Entre eles estão as náuseas, queda de cabelo, vômitos, cansaço, perda de massa muscular, anemia, alterações na pele e unha, e baixa imunidade.

Os efeitos tendem a desaparecer com o fim do tratamento. Em alguns casos, podem se estender por um período maior.

BENEFÍCIOS DO PROGRAMA SUPLEMENTAÇÃO PARA PACIENTES ONCOLÓGICOS

O Setor Magistral pode ajudar os pacientes oncológicos por meio de suplementações, que reduzem os efeitos colaterais da radioterapia e quimioterapia.

O Programa SuplementAção, uma combinação de VERISOL™, BODYBALANCE™ e Keranat™, oferece um grande potencial, pois agrega nutrição completa à saúde da pele, prevenção e tratamento da perda da massa muscular (devido ao uso de quimioterápicos) e nutrição capilar, que auxilia no crescimento de cabelos saudáveis após o processo de quimioterapia. O programa visa melhorar a qualidade de vida destes pacientes com pequenas doses diárias.

Conheça os benefícios do programa para pacientes oncológicos:

VERISOL™: Colágeno biodisponível para a derme

É uma combinação única de Peptídeos Bioativos de Colágeno®, obtidos a partir de um processo tecnológico especial e patenteado, que origina peptídeos específicos para atuar nas células dérmicas e, assim, estimular e restaurar seu metabolismo.

  • Peptídeos Bioativos de Colágeno específicos para as células da pele;
  • Restaura o metabolismo da derme, estimulando a produção de colágeno e proteoglicanas na pele;
  • Recupera o equilíbrio necessário para contrabalancear os danos causados por quimioterápicos;
  • Suaviza os sinais do tempo e melhora a elasticidade cutânea;
  • Resultados a partir de 4 semanas de uso contínuo.

BODYBALANCE™: Colágeno biodisponível para o ganho de massa muscular

É uma combinação de Peptídeos Bioativos de Colágeno®, obtidos a partir de um processo tecnológico especial e patenteado, que origina peptídeos específicos para atuar no aumento e/ou manutenção da massa muscular.

  • Melhora a composição corporal;
  • Proporciona aumento e/ou manutenção de massa magra;
  • Diminui gordura corporal;
  • Retarda a perda da massa muscular relacionada ao envelhecimento e uso de quimioterápicos;
  • Recuperação de 10 anos de perda de massa muscular em 3 meses de uso contínuo.

Keranat™: Fitoesteróis e triterpenóides para o bulbo capilar

É uma combinação única de triterpenóides e fitoesteróis do Panicum miliaceum, microencapsulados em fitoceramidas, agindo diretamente no centro de crescimento dos fios (bulbo capilar), favorecendo a diminuição da queda e melhorando o brilho e maciez dos cabelos.

  • Comprovação científica de resultados;
  • Diminui fios na fase telógena;
  • Facilita o crescimento dos fios após o término do tratamento de quimioterapia;
  • Aumenta o volume e promove aspecto saudável dos novos fios.

Todos os componentes do Programa SuplementAção são seguros:

  • Não causam efeitos colaterais;
  • Não apresentam interações medicamentosas;
  • Não contêm açúcar, lactose, glúten e GMO.

Fonte : Site Iberoquimica

Zembrin® para combater o estresse e melhorar a qualidade de vida

O estresse impacta muito a qualidade de vida. Na maioria das vezes, ele vem acompanhado de ansiedade generalizada. As pessoas estão cada vez mais vulneráveis às doenças psiquiátricas, em função da vida corrida e estressante.

Neste artigo vamos explorar os sintomas do estresse e como ele age no organismo. Por fim, você vai saber como ajudar seus clientes com o ativo Zembrin®, um produto que atua na melhora do humor e bem-estar.

Quais são os sintomas do estresse que impactam a qualidade de vida?

Quando somos submetidos a situações rígidas, que exigem adaptações além dos limites acostumados, o organismo reage de forma estressada. Isso deve-se ao fato de que sentimos a necessidade de lidar com a situação, mas não sabemos como –  comportamento gerador de forte tensão emocional. Essa reação engloba um conjunto de sintomas que podem vir à tona em conjunto ou separadamente. São eles:

  • Ansiedade;
  • Pessimismo;
  • Pensamentos disfuncionais;
  • Padrão de comportamento de pressa;
  • Competição;
  • Falta de assertividade;
  • Insônia;
  • Sono agitado;
  • Angústia;
  • Falta de concentração;
  • Falha na memória;
  • Queda de produtividade;
  • Desmotivação;
  • Irritação;
  • Impaciência;
  • Dificuldades interpessoais;
  • Relações afetivas conturbadas;
  • Depressão;
  • Desânimo.

Além dos citados acima, o estresse pode gerar sintomas físicos, como gastrite, diarreia e prisão de ventre. As consequências a longo prazo são perigosas e fazem com que o indivíduo comece a se sentir transtornado e bloqueado a realizar atividades diárias.

COMO O ESTRESSE AGE NO ORGANISMO?

O estresse tem o poder de alterar a homeostase do organismo (habilidade do organismo em manter suas funções internas estáveis). As respostas ao estresse ativam os sistemas imune, endócrino e nervoso. Há liberação de adrenalina e glicocorticóides.

Os glicocorticóides têm efeito imunosupressor, ou seja, diminuem a atuação do sistema imune. O hormônio adrenalina tem a função de preparar o corpo para a fuga. O sangue se concentra nos músculos e nos órgãos internos. Além disso, o batimento cardíaco e a pressão arterial aumentam. Se o organismo for constantemente ativado dessa forma, ele ficará suscetível a infecções, problemas cardíacos, entre outros.

COMO ZEMBRIN® COMBATE O ESTRESSE?

Zembrin® é um ativo botânico inovador que possui dois mecanismos de ação. Ele combate o estresse e a ansiedade, restaurando em qualidade de vida.

Principais alcalóides do Zembrin®:
Padronizados por método patenteado.

  • Mesembrenol;
  • Mesembrina;
  • Mesembrenona;
  • Mesembranol.

Esses alcalóides agem sinergicamente no sistema nervoso central, inibindo seletivamente a recaptação da serotonina (ISRS) e da enzima fosfodiesterase do tipo 4 (PDE4). Essa combinação, promove alívio rápido e eficaz dos sintomas.

BENEFÍCIOS DE ZEMBRIN®

  • Alívio rápido da ansiedade e estresse;
  • Promove humor positivo;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • Ativa as funções cerebrais, melhorando a atenção e raciocínio;
  • Não provoca sonolência;
  • Seguro e não causa dependência.

*Benefícios comprovados por estudos científicos de eficácia e segurança em humanos.

DOSE USUAL SUGERIDA E MANIPULAÇÃO

  • 8 mg a 25 mg, 1 vez ao dia, pela manhã ou no horário onde os sintomas são mais evidentes.

Pacientes que não responderem em até 6 semanas com a dose mínima (8 mg/dia) podem ter a dose reajustada para até 25 mg/dia.

Zembrin® pode ser manipulado em cápsulas, pós-extemporâneos (sachê, shake, iogurte, etc.), soluções e gotas orais, pastilhas sublinguais, spray oral, chocolate nutricional, gel comestível, gomas de colágeno, entre outras formas farmacêuticas.

Por ter esses efeitos, Zembrin® também é muito útil no tratamento de compulsão alimentar e TPM, contextos em que o estresse e ansiedade estão presentes.

Fonte : Site Iberoquimica